O deputado estadual Carlos Lula (PSB) acompanhou o governador Carlos Brandão e o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, durante agendas que reforçam o compromisso do estado no combate à fome. Nesta semana, o Maranhão já havia aderido ao movimento nacional ‘Pacto Contra a Fome’, com a meta de que, até 2030, nenhuma pessoa sofra insegurança alimentar.

“Ao longo dos anos, o Maranhão vem realizando uma série de ações no combate à fome. Entre elas, a construção de uma grande rede de Restaurantes Populares, que hoje se tornou a maior da América Latina. Sabemos que os Restaurantes Populares são uma política que tem prazo determinado. Por isso, o governador Carlos Brandão, alinhado ao novo Governo Federal, através do ministro Wellington Dias, estão trabalhando para que as pessoas possam sair dessa situação de insegurança alimentar no estado”, disse Carlos Lula.

Durante a primeira agenda, no Restaurante Popular do bairro João de Deus, o governador Carlos Brandão garantiu a continuidade da expansão da rede e dos projetos já em execução para o combate à fome e à pobreza.

“Já conversei com o presidente Lula e com o ministro Wellington Dias sobre a continuidade da expansão do projeto Restaurantes Populares no Maranhão. Temos também o Programa Mais Renda que auxilia as pessoas a terem um pequeno negócio que sustente uma família, assim como o Banco de Alimentos na Ceasa. Isso está mudando a vida das pessoas, pois elas precisam apenas de uma oportunidade”, disse Brandão.

Trabalho

Segundo o ministro Wellington Dias, o Maranhão desenvolve um trabalho corajoso em prol da segurança alimentar e da assistência social. “O Brasil voltou com Luiz Inácio Lula da Silva e está se espelhando neste estado para dar as mãos e tirar os mais pobres da pobreza. Quero parabenizar o Governo do Maranhão por também colocar como meta para o estado a Tarifa Social da água para as pessoas que estão inseridas no Cadastro Único, que é a melhor base que nós podemos ter. Com uma conta menor de luz e água, por exemplo, sobra mais dinheiro para garantir a alimentação”, elogiou.

Alinhado com as políticas públicas dos Governos Federal e Estadual, o deputado Carlos Lula também destacou que um dos objetivos do seu mandato na Assembleia Legislativa é combater a fome por meio do crescimento econômico com desenvolvimento social dos maranhenses em situação de vulnerabilidade.

“Quando a gente fala de combater a insegurança alimentar, falamos do desenvolvimento da agricultura familiar, do desenvolvimento da economia para quem é mais pobre. Não podemos permitir que no Maranhão – com tanta riqueza, terra e condição de fazer diferente – haja tantas pessoas passando fome. Esse é o objetivo do mandato, melhorar a vida das pessoas que têm fome. Além disso, pensar em políticas que possam alcançar as pessoas que não estão nas sedes dos municípios, que moram nos povoados e que, eventualmente, também passam fome e precisam ter apoio para combater a insegurança alimentar”, pontuou o parlamentar.

O chapista Wanderley Alves, 45 anos, é beneficiado pelo Restaurante Popular e destacou da necessidade de políticas públicas voltadas a geração de emprego e renda no Maranhão. “A iniciativa do Restaurante Popular tem uma importância muito grande para a comunidade, principalmente em decorrência da falta de emprego, pois quando falta trabalho, falta dinheiro no bolso e com isso, comida na mesa. Acompanhei a gestão do Carlos Lula na Saúde e hoje, como parlamentar, espero que ele, através do Poder Legislativo, busque meios para trazer indústrias, fábricas para que possa gerar emprego no Maranhão”, disse.

Os Restaurantes Populares são equipamentos públicos de combate à insegurança alimentar. Presentes em mais de 150 municípios, são 168 restaurantes populares, que fornecem, diariamente, cerca de 170 mil refeições pelos valores de 0,50 centavos (café da manhã) e R$ 1,00 (almoço e janta) para famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica, além de ofertar serviços de avaliação e orientação nutricional, bem como ações de educação alimentar.

Políticas de Combate à Fome

Após a agenda no Restaurante Popular, a comitiva participou do Encontro Estadual de Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, onde aconteceu o Lançamento do Programa de Combate à Fome no Maranhão.

No evento, também foram anunciados mais investimentos para o Programa de Aquisição de Alimentos, inclusive do leite; convênios para o Restaurante Escola e para a Tarifa Social, que garante isenção da tarifa de luz e água; além do lançamento do edital do projeto social Formando e Cozinhando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagem Anterior Sebrae traz a São Luís palestrantes internacionais na programação de conhecimento do NEon
Próxima postagem “Declaro aberto o São João do Maranhão”, diz Brandão em cortejo de bumba-boi que marcou início do período junino